Jéssica Duarte

Defesa de doutorado da artista educadora Débora Landim.

A tese “Agora Eu Era, Agora Eu Sou: Poética de encenação com crianças performadoras” é um estudo interdisciplinar e multirreferencial realizado em diferentes níveis de investigação e se concentra nos esforços em compreender, revelar, ressignificar e investigar, pela via poético-reflexiva, procedimentos e princípios geradores da criação; aqueles que, em especial, a partir da experiência do vivido, mostram-se importantes no fazer teatro com e para crianças, atividade que a pesquisadora-educadora-artista desenvolve em um trajeto de mais de 25 anos, iniciado em 1995. No traçar da poética de encenação proposta, traz como objetivos específicos a elaboração de acepções sobre os sujeitos-crianças nas dimensões psico-bio-físico-cultural; sobre a arte e a imaginação; e apresenta e investiga processos de criação cênica com e para crianças. São analisados os espaços-territórios da experiência poética que, em circunstâncias diferenciadas, constituíram o itinerário metodológico, a saber: O Teatro Vila Velha; o Centro Educacional pela Arte Hora da Criança; o Centro de Pesquisa Moinhos Giros de Arte Cultura e Comunicação; e a Companhia Novos Novos, objeto poético da pesquisa na investigação dos processos criativos cênicos com crianças no palco e na plateia.

Jornais Novos Novos

A Cena da Novos Novos: Percursos de um teatro com crianças e adolescentes | Livro

O presente estudo é uma pesquisa teórico-prática, com inserção da pesquisadora na trama. Trata-se dos processos criativos de encenação de um fazer teatro com crianças e adolescentes e suas implicações na construção coletiva da proposta artístico-pedagógica da Companhia Novos Novos. Para isso, são considerados os percursos da construção dos espetáculos da companhia a partir da identificação das suas matrizes estéticas e teóricas e da investigação metodológica de uma educação através da arte. A descrição é acompanhada por um estudo analítico dos processos de ensino-aprendizagem vivenciados pela equipe de artistas e elenco.

Finalmente, são apresentadas as etapas e os resultados dos processos das peças do repertório da Companhia Novos Novos, através de dados teóricos, documentais, entrevistas e observação-participante.

Através do link, abaixo, você tem acesso ao documento, inclusive para download:

https://drive.google.com/file/d/1BSRcjVGAGolhTJR7vXpIxhDQaVH-RRj1/view?usp=sharing

Ressonâncias de uma vivência artística na Companhia Novos Novos – Monografia

Esse trabalho é resultado de uma pesquisa teórico-prática desenvolvida durante a graduação no curso de Licenciatura em Artes Cênicas da Escola de Teatro da UFBA, onde o objetivo central é discutir as contribuições que a Companhia Novos Novos pôde oferecer para a vida adulta dos indivíduos que experimentaram uma vivência nesse grupo. O trabalho a seguir pretende mostrar que essa relação com o grupo pode trazer características singulares no desenvolver das relações humanas desses jovens, tornando-os assim, mais sensíveis e nutridos de princípios importantes para um cidadão. Por estar trabalhando com relatos de quem vivenciou na prática a experiência do grupo, os diálogos traçados com os mesmos servirão como costuras para um entendimento mais amplo da importância da companhia na vida adulta desses jovens. A necessidade de se debruçar sobre esse assunto surge da minha experiência com o grupo, a forma como fui conduzido a uma educação artística que me proporcionou desenvolver qualidades como responsabilidade, pró atividade, paciência, o saber ouvir, liderança, autonomia, entre outros, me fez enxergar que tal período de minha vida foi essencial para o meu desempenho profissional e humano. Partindo do princípio que cada experiência tem um sentido particular, o norte para a reflexão sobre essas vivências se encontra justamente no diálogo entre os envolvidos nesse fazer.

Através do link, abaixo, você tem acesso ao documento, inclusive para download:

https://drive.google.com/drive/u/5/folders/1we1C9oI3PolSgKHCOQTdV3tKXh814wzx